O mercado livre de energia elétrica é um modelo de negócios relativamente recente e isso pode trazer inúmeras dúvidas sobre esse serviço. Por isso, vamos explicar quais são as vantagens que sua empresa vai encontrar migrando para o Ambiente de Contratação Livre de Energia.

Mercado Cativo x Mercado Livre

Antes de aprofundar nesse tema, vamos a um conceito básico que vai ajudar a ampliar seu conhecimento sobre o tema. De forma resumida podemos dizer que consumidores de energia elétrica podem atuar em dois ambientes de contratação de energia, o Mercado Cativo e o Mercado Livre.

O Mercado Cativo e o Mercado Livre existem lado a lado conduzindo as negociações de compra e venda de energia elétrica. A diferença é que no Mercado Cativo, ou Ambiente de Contratação Regulada – ACR, os consumidores são atendidos pelas distribuidoras de energia que tem as concessões para vender energia. Em outra mão, no Mercado Livre a compra é feita pelos consumidores diretamente das comercializadoras, através de contratos com condições livremente negociadas, como preço, prazo e volume.

Esclarecendo dúvidas sobre o Mercado Livre de Energia Elétrica

Nutrido por essas informações, talvez sua principal dúvida é se você pode ficar sem o fornecimento de energia elétrica. O fornecimento de energia é garantido pela distribuidora, assim como no mercado cativo. Dessa forma, o risco de faltar é quase nulo, exceto em casos de apagão ou de racionamento de energia. No entanto, nessas condições, o mercado cativo e o mercado livre são afetados igualmente, já que o fornecimento de energia não depende do local de contratação do cliente.

Vantagens do Mercado Livre

Como já dissemos antes, no mercado livre você pode:

  • Negociar o fornecedor, período, quantidade e preço da energia contratada.
  • Escolher de quem e como comprar energia, negociando livremente os acordos contratuais;
  • Os preços da energia em relação ao Mercado Cativo são mais atrativos em comparação ao Mercado livre, trazendo maior economia;
  • Maior flexibilidade na compra de acordo com o seu perfil de carga e sazonalidade de consumo;
  • Melhor previsão orçamentária e melhor planejamento financeiro para sua empresa, pois os reajustes são previamente acertados em contrato.

Se os riscos são pequenos, por que nem todas as empresas entram para o mercado livre de energia?

Aí é que conhecemos as desvantagens do mercado livre. Por ser um sistema mais complexo que o habitual, muitas empresas têm dúvidas sobre o funcionamento e acham que o mercado não é vantajoso para diminuir os gastos da organização. Sem falar que, para migrar, sua empresa precisa atender alguns requisitos básicos da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que é a câmara reguladora do setor.

É por esse motivo que ressaltamos que uma consultoria especializada é importante antes, durante e após migração para orientar o consumidor de todas as possibilidades, bem como do passo a passo para obter o melhor resultado possível.

Entender o mercado e como ele pode gerar economia para sua empresa é o ponto inicial para a migração. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco que vamos esclarecer e te mostrar como isso pode ser tudo que sua empresa mais precisa no momento!