fbpx

Como trabalhar nos horários de ponta sem se preocupar com a conta de luz

O horário de ponta é assim chamado por ter um grande aumento de consumo de energia elétrica pela população em determinado período. Com isso, é aplicada uma diferença nos preços cobrados, variando conforme a demanda, como já explicamos aqui.

Em nosso País, esse horário de ponta pode variar de estado para estado. Geralmente ocorre entre as 17h e 21h, que é quando a maior parte da população está retornando para casa, utilizando eletrodomésticos e gastando mais energia.

Como as residências costumam usar muita energia nos horários de pico, a dificuldade para suprir a demanda é alta. Como consequência, o valor sobe e por isso as empresas e indústrias preferem não trabalhar durante este período. Isso sem falar que o aumento do valor cobrado também tem o propósito de incentivar o uso de energia fora dos períodos de pico.

A preocupação com a conta de luz impede que as empresas e indústrias trabalhem nesses horários para não correr o risco de o valor gasto com energia ser maior do que o faturamento. Afinal, é melhor prevenir do que remediar, certo?

Mas assim como todas as coisas ruins têm um lado bom, é aí que entra o mercado livre de energia. O propósito desse mercado é ser uma vantagem para o consumidor e para o meio ambiente, e é por isso que ele vai amenizar (e muito) seu medo da conta de luz.

É comum as empresas que utilizam mercado cativo pausarem suas atividades durante o horário de ponta. Já no mercado livre, é o oposto. As empresas são incentivadas, por meio de descontos na tarifa de distribuição, a consumirem energia nos horários de ponta, já que a única fonte utilizada dentro deste mercado é a renovável.

Além da possibilidade de trabalhar em horário de ponta com economia em energia garantida, o mercado livre permite que você tenha total controle do consumo de energia. Isso possibilita um planejamento orçamentário dos gastos de luz da sua empresa em curto, médio e longo prazo.

As vantagens oferecidas pelo mercado livre são muitas. Por que sua empresa ainda não aderiu a este modelo de consumo e começou a economizar desde já?

Bandeira Tarifária e Horário de Ponta

 

Não é nenhuma novidade que grandes consumidores que operam no Mercado Cativo de Energia enfrentam dificuldades no planejamento de custos com um dos seus principais insumos: a energia elétrica. Para os consumidores cativos, a Bandeira Tarifária representa um custo extra mensal, dependendo das condições de geração energética do país. Entenda melhor!

Empresas Linkedin GIF - Find & Share on GIPHY

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) traça o indicativo das Bandeiras, categorizadas em verde, amarela ou vermelha. Elas indicam se há acréscimo de custo repassado ao consumidor final. Com exceção da Bandeira verde, as outras — Bandeiras amarela e vermelha — representam condições custosas e menos favoráveis de geração de energia. É sabido que praticamente todos os consumidores cativos das distribuidoras são faturados por meio desse sistema.

Não há negociação e a divulgação tarifária ocorre de acordo com calendário previsto pela ANEEL, não permitindo margem ao consumidor para planejamento de gastos. Até aí nada de novo, não é?

Outro ponto que merece destaque, e que representa um custo elevado para os consumidores do Mercado Cativo, é a Tarifa de Energia no Horário de Ponta. Em poucas palavras, é um determinado período do dia em que o valor pelo uso da energia aumenta significativamente, impactando na produção de grandes empresas.

As Tarifas de Energia englobam os custos envolvidos tanto na geração e transmissão quanto na distribuição de energia elétrica, além de outros encargos.

E quem acaba sofrendo com esse aumento de energia?

O cliente final da empresa que opta pelo fornecimento de energia no Mercado Cativo. Isso porque a energia está ligada aos custos da produção de cada produto.

A melhor solução para eliminar os custos da Bandeira Tarifária e com as elevadas tarifas cobradas no Horário de Ponta é migrar do Mercado Cativo para o Mercado Livre de Energia. Com a mudança, a energia no horário de ponta tem o mesmo preço que nas demais horas do dia e não existe o adicional das Bandeiras Tarifárias.

Que tal se livrar das tarifas imprevisíveis e optar por retomar o controle dos seus gastos com energia elétrica?

1
Olá, tudo bem? Vamos conversar?!
Powered by