Não é nenhuma novidade que grandes consumidores que operam no Mercado Cativo de Energia enfrentam dificuldades no planejamento de custos com um dos seus principais insumos: a energia elétrica. Para os consumidores cativos, a Bandeira Tarifária representa um custo extra mensal, dependendo das condições de geração energética do país. Entenda melhor!

Empresas Linkedin GIF - Find & Share on GIPHY

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) traça o indicativo das Bandeiras, categorizadas em verde, amarela ou vermelha. Elas indicam se há acréscimo de custo repassado ao consumidor final. Com exceção da Bandeira verde, as outras — Bandeiras amarela e vermelha — representam condições custosas e menos favoráveis de geração de energia. É sabido que praticamente todos os consumidores cativos das distribuidoras são faturados por meio desse sistema.

Não há negociação e a divulgação tarifária ocorre de acordo com calendário previsto pela ANEEL, não permitindo margem ao consumidor para planejamento de gastos. Até aí nada de novo, não é?

Outro ponto que merece destaque, e que representa um custo elevado para os consumidores do Mercado Cativo, é a Tarifa de Energia no Horário de Ponta. Em poucas palavras, é um determinado período do dia em que o valor pelo uso da energia aumenta significativamente, impactando na produção de grandes empresas.

As Tarifas de Energia englobam os custos envolvidos tanto na geração e transmissão quanto na distribuição de energia elétrica, além de outros encargos.

E quem acaba sofrendo com esse aumento de energia?

O cliente final da empresa que opta pelo fornecimento de energia no Mercado Cativo. Isso porque a energia está ligada aos custos da produção de cada produto.

A melhor solução para eliminar os custos da Bandeira Tarifária e com as elevadas tarifas cobradas no Horário de Ponta é migrar do Mercado Cativo para o Mercado Livre de Energia. Com a mudança, a energia no horário de ponta tem o mesmo preço que nas demais horas do dia e não existe o adicional das Bandeiras Tarifárias.

Que tal se livrar das tarifas imprevisíveis e optar por retomar o controle dos seus gastos com energia elétrica?